Equipe AeroRio, do CTC/PUC-Rio, fica entre os Top 10 da competição mundial SAE Aero Design East Competition 2017

Captura de Tela 2017-05-02 às 16.01.12

Alunos ficaram em 1º da América Latina na categoria Advanced, a mais difícil do mais importante torneio de aviação voltado para alunos de graduação e pós-graduação em Engenharia

Depois de terem sido vice-campeões na categoria Advanced da etapa nacional da SAE Brasil AeroDesign de 2016, os alunos da AeroRio, equipe de projeto e desenvolvimento de aeronaves não tripuladas, como aeronaves de asa fixa e multimotores (drones), do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), foram os únicos representantes do País nesta mesma categoria (a mais difícil da competição) durante a SAE Aero Design East Competition 2017, torneio mundial de aviação exclusivo para alunos de graduação e pós-graduação em engenharia, realizado de 21 a 23 de abril, em Lakeland, Florida, nos EUA. Competindo com 16 equipes de países como Estados Unidos, Canadá, China, Índia, Egito e Polônia, a AeroRio/PUC-Rio ficou no 6º lugar geral e em 1º lugar dentre as equipes da América Latina.

 A competição é subdividida em três etapas, cada qual com avaliações específicas: relatório técnico, apresentação oral do projeto e prova de voo. A experiência da equipe no projeto e na construção de aeronaves não-tripuladas foi crucial para conseguir a ótima qualificação. O extenso e detalhado relatório técnico foi muito elogiado pelos jurados e engenheiros da competição, em especial os ensaios estruturais e simulações aerodinâmicas realizados pela equipe, todos bastante precisos. Na apresentação oral do projeto, a AeroRio ficou em 4º lugar entre os concorrentes da categoria Advanced.

A equipe levou para a competição dois aeromodelos idênticos inteiramente projetados e construídos na PUC-Rio: dois monomotores de asa média, com quase quatro metros de envergadura, movidos por um motor a combustão de dois tempos. A construção das aeronaves também foi um destaque, já que poucas equipes no mundo têm tão bom domínio do processo de fabricação em fibra de carbono. A estrutura dos aviões também continha madeira de balsa, alumínio e titânio. O relatório técnico da equipe ficou em 6º lugar entre os competidores da categoria.

Captura de Tela 2017-05-02 às 16.01.12

Os alunos da AeroRio/PUC-Rio representaram o Brasil na categoria Advanced da SAE Aero Design East Competition 2017

Já na prova de voo, cada equipe deveria acertar alvos no solo com cargas que seriam descarregadas durante o voo. Além disso, o avião também deveria voar com a maior quantidade possível de carga estática embarcada. O avião da AeroRio foi fabricado com seis compartimentos de carga que podiam ser acionados individualmente durante o voo, a fim de lançar as cargas, cada uma pesando aproximadamente 1 kg. Além disso, a aeronave levou uma carga estática de 7 kg, somando 13 kg de carga total. Nesta etapa, cada equipe passou por quatro rodadas de voos, entretanto, em duas delas a AeroRio não pôde voar, devido à interferência com sistemas de outras aeronaves, problema que afetou, inclusive, outras equipes participantes da competição. Por esta dificuldade operacional, a AeroRio/PUC-Rio terminou em 6º lugar nesta fase.

 A SAE Aero Design East Competition 2017contou com a participação de 70 equipes de dez países nas três categorias (Micro Class, Regular e Advanced), sendo quatro equipes brasileiras. EUA e Canadá juntos somavam 45 equipes. “Ficar entre os Top 10 na categoria mais avançada em uma competição de ponta com os melhores do mundo foi um excelente resultado. Representamos o Brasil e vamos sempre em busca de resultados cada vez melhores”, reforça Luís Alberto Nogueira, estudante de Engenharia de Produção e um dos 20 integrantes da AeroRio/PUC-Rio.

“O 6º lugar obtido pela AeroRio na SAE Aero Design East premia o esforço e a dedicação dos membros da equipe, composta por alunos dos Departamentos de Engenharia Elétrica, Controle e Automação, Mecânica, Civil e Produção do CTC/PUC-Rio. Mais uma vez, verifica-se que o conhecimento fornecido aos alunos de nossa Universidade possibilita que os mesmos compitam em pé de igualdade com alunos das melhores instituições do mundo e que alcem voos cada vez mais altos”, afirma Eduardo Costa da Silva, professor do Departamento de Engenharia Elétrica e coordenador da AeroRio/PUC-Rio.

 Aprendizado para a etapa nacional

 A competição nacional da SAE Brasil AeroDesign acontecerá no final de outubro de 2017. Até lá, outra aeronave será desenvolvida pela AeroRio de acordo com as especificações do campeonato. “Os aprendizados e tecnologias que conhecemos agora no torneio mundial contribuirão em muito. A empenagem (cauda) do avião, por exemplo, tinha um design em “H”, com dois lemes, diferentemente do tradicional. Como ele permitiu bons resultados em voo, o design deverá ser mantido para a próxima competição”, revela Nogueira.

“O vice-campeonato obtido na SAE Brasil AeroDesign 2016 classificou a equipe para a SAE Aero Design East 2017. Tenho certeza que a experiência adquirida possibilitará um desempenho ainda melhor na competição nacional deste ano, a fim de mais uma vez podermos nos classificar para a competição internacional”, ressalta o coordenador da AeroRio/PUC-Rio.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio)